Pesquisar este blog

Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 8 de abril de 2010

ELIMINAR OS ÍNDIOS?


No dia 19 de abril comemoraremos mais um dia do índio. Pensar nos indígenas exige que nos perguntemos muito sobre essa questão, afinal somos um País indígena. Será que somos indigenistas?
Um fato que me envolveu me emocionou e me leva sempre a muita reflexão sempre que  lembro do ocorrido. Solicitei a um proprietário de uma fotocopiadora que ajudasse alguns indígenas compartilhando com eles algumas fotocópias de que precisavam. A resposta foi demolidora: “que nada, não ajudarei com nada. Esses índios são vagabundos e bêbados. Tem é que mandar matá-los. Eles não servem para nada. Só servem para incomodar a gente”.
1.      Grande parte de nosso povo não conhece a história do Brasil e não sabe que este País foi totalmente habitado por indígenas, que aqui construíam sua cultura e civilização, rica de significados, de línguas e integração com o meio ambiente. Não sabe que o mundo daqui foi invadido pela colonização européia que tentou escravizá-los e destruí-los. Ignora que as conseqüências são ainda catastróficas e demolidoras: milhares de indígenas são jogados nas drogas de todos os tipos, desintegrados de suas culturas, desempregados, suas terras e riquezas roubadas por grupos internacionais e proprietários que os invadem e os matam. O senhor do fato do início desse texto não sabe da realidade ou foi corrompido pelo ódio racial, como muita gente n Brasil.
2.      Discute-se se deve integrar os indígenas em nossa cultura, exterminá-los como o quis Hitler para os judeus, entregá-los à miséria, como ocorreu aos negros alforreados, sem trabalho, cultura e integração, despojados de suas terras e riquezas ou integrá-los construtivamente à civilização. Penso que não adianta negar a existência dos indígenas e sua contribuição à civilização branca e negra nem impossibilitar sua integração. O que falta é um programa orientado pelo governo federal no sentido de integrar as inúmeras culturas indígenas aos bens da cultura nacional, possibilitando abertura dos dois lados para a mútua contribuição e enriquecimento. Os indígenas têm direito aos estudos, desde o jardim de infância aos pós-doutorados, bem como os brancos devem beber nas fontes culturais indígenas, como imensas possibilidades de crescimento. Notadamente a convivência indígena com o meio ambiente tem muito a ensinar ao mundo todo. Porém, essa integração deve ser feita de tal maneira que os indígenas se integrem ao que sobra de saudável na cultura dos brancos, sem perder suas culturas e sem se corromper com as drogas de todos os tipos e malefícios da civilização dos brancos.
Portanto, temos muito a fazer pelos indígenas, menos enxotá-los e discriminá-los como o quis o senhor da fotocopiadora. Sou indígena com muito orgulho e sei das capacidades e potenciais de nossos povos, bilateralmente.
Viva nossos indígenas e viva suas lutas pela integração digna e justa. Viva as mulheres indígenas. Viva as eleições desse ano que deverão marcar avanços em favor de mais humanização e respeito, principalmente porque é chegada a vez das mulheres darem sua imensa contribuição!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas