Pesquisar este blog

Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

A insanidade homofóbica do deputado João Campos



A proposta é do deputado federal João Campos (PSDB-GO), líder da Frente Parlamentar Evangélica da Câmara, e pretende permitir que a homossexualidade seja tratada como um transtorno passível de cura. Para tanto, o projeto de decreto legislativo prevê a abolição de dois artigos instituídos em 1999 pelo Conselho Federal de Psicologia que proíbem a emissão de opiniões públicas ou o tratamento da homossexualidade como um transtorno.
O Deputado João Campos é também pastor da Igreja Assembleia de Deus, mas o que ele realmente é, é um indivíduo ultrapassado, que usa o tempo da tribuna e o poder que lhe foi dado através do voto do povo, para debates homofóbicos, num tempo em que não podemos admitir a opressão de mentes ultrapassadas. Precisamos de avanço deputado. O tempo não retrocede, a ciência avança, a psicologia não entende o homossexualismo como doença, mas a abordagem de um psicólogo é a orientação para que o indivíduo trabalhe seus conflitos e se aceite como tal. Isso não é uma doença, é uma condição. Ninguém vira homossexual, as pessoas são homossexual. E nessas condições são cidadãos que votam, pagam seus impostos, desenvolvem ciência, fazem arte. Por isso meu nobre deputado, deixando claro que não sou homossexual, mas que tal, aplicarmos em nossas vidas cotidianas a Pedagogia da Libertação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas