Pesquisar este blog

Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 12 de abril de 2011

A Profª Maria Helena encontrou Nemo para nós



Quem nunca assistiu “Procurando Nemo”? Parecia impossível encontrar o que ele procurava. As mulheres da FEDIM participaram da abertura do curso Introdução aos Estudos Africanos e Afro-brasileiros sob a coordenação da Prof. Maria Helena da Silva.
A profª Maria Helena quando ingressou na faculdade de História, parecia o Nemo, em busca de suas próprias raízes, não importando-se com quantos “nãos”  teve que ouvir, quantas portas bateram em seu rosto.
Ela continuou em busca, incansavelmente.  Buscou no oceano de si mesma deparando-se com várias pérolas, entre elas, a mais preciosa de todas as pérolas: o amor próprio, o orgulho de ser negra, o orgulho de ser. A partir daquele encontro esta negra bonita de alma rica por onde passa é como um poste de luz em noite de chuva. Todos os vagalumes param ali para observá-la. Esta mulher tem algo em comum com muitas outras mulheres que dedicaram a suas vidas a uma causa. Quem conhece Maria Helena sabe o sorriso que ela tem, o tempo que ainda arruma para cuidar de sua beleza, dançar e cuidar de todos que estão à sua volta.
Há pérolas e pérolas, falaremos agora de outra pérola, também negra, estudante de Direito, num tempo quando a juventude perdeu o olhar direcionado para o outro. Nossa pérola não esqueceu que é necessário cuidar da própria casa, mas é necessário, principalmente, cuidar do jardim do lado de fora. Pois sabe que para as coisas funcionarem no seu interior precisam funcionar lá fora, também.
A Samara, esta última jóia de quem escrevo aqui,  faz parte deste pequeno grupo que não se preocupa apenas com o espelho nem com a balada do sábado à noite. Ela tem a consciência de que o tempo dela é agora; almeja construir um Brasil onde não seja necessário perder tempo fazendo fóruns para discutir a Lei da Maioridade Penal, uma lei para colocar nossas crianças em cadeias. A Samara é nossa companheira de todas as áreas, parte da Federação, parte de nós.
Agradecemos de todo coração sua presença, Samara, e esperamos por mais Samaras, mais pérolas negras, jóias raras e preciosas, nesse oceano sujo e escuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas